Reportagem - Cavalo trotador

Corrida de cavalo trotador renasce em São Paulo

Francisco C. Medina - São Paulo/SP - 16/07/2010  40 comentários

Crédito: ABCCT / Divulgação
Crédito: ABCCT / Divulgação
O termo hipódromo -- do grego hippos, "cavalo", e dromos, "corrida" -- designa um recinto a descoberto, dotado de arena, em que se realizam exercícios de equitação, corridas de cavalo ou de corrida de bigas. Se as corridas de cavalos remontam à antiguidade grega, as disputas com trotadores, embora não cheguem a ser tão anosas, conferem as mesmas emoções.  No Brasil, a paixão pelo trote se iniciou na Sociedade Paulista de Trote (SPT), na Vila Guilherme, bairro da capital paulista. A pista do hipódromo de Vila Guilherme foi a primeira e única destinada exclusivamente à prática do trote no Brasil, o piso era forrado de areia, com camadas de terra roxa, pó de pedra e areia branca.

Mas, em só de corridas vivia a SPT, a Sociedade mantinha intensa vida cultural, organizando festas e bailes concorridos. Estamos tratando da corrida de cavalos trotadores que se tornou popular e conquistou centenas de admiradores e apostadores no passado, e que hoje resiste graças a alguns apaixonados criadores e amantes desse esporte. O turfe é mais conhecido que o trote. A diferença entre eles é que no turfe, o cavalo corre com o jóquei sobre ele. Já no trote, o cavalo puxa o sulky, uma charrete muito leve, de madeira e com rodas do tamanho das de bicicletas para adultos. Durante uma corrida, o animal que mudar a andadura (deixar de trotar) é desclassificado.

Hoje, embora pouco divulgado, o esporte, erroneamente chamado de sulky, ainda atrai dedicados aficionados, criadores e jóqueis. Um exemplo é a Copa 2010 do Trote, que começou em março com uma prova no Hipódromo de Americana (SP). Outras etapas aconteceram no Hipódromo de Santa Rita em Pouso Alegre (MG), abril; Hipódromo San Marino em Jarinu (SP), em maio e Hipódromo de Viracopos em Campinas (SP), em junho. A final será no dia 1º de agosto no Hipódromo de Riberão Preto (SP).

A corrida de trotadores é um esporte cativante e vai adquirindo cada vez maior número de adeptos no Brasil. Nos Estados Unidos o número de prados (local onde se realizam corridas) é considerável. Quanto à modalidade de andamento utilizada, pode ser o trote (trotadores) ou a andadura (marchadores). Não é permitido que passe para o galope. A andadura rende mais, porém o carrinho joga nas curvas, enquanto o trote é bastante estável. O cavalo ideal para a prática de corrida de trote é o Trotador Americano ou Standerdbred. O animal se formou nos estados de Kentucky, Tennesse, Ohio e Virgínia.

Raça norte-americana
A origem da raça não é fácil de ser mapeada pela numerosa intervenção de raças estranhas. Por esse motivo, zootecnistas receiam em considerar o Trotador Americano como uma raça. Os primeiros animais utilizados nas corridas de charretes eram, "mustangs". O cavalo que mais influiu no aperfeiçoamento do trotador foi "Hambletonian 10", descendente dos melhores puro-sangue da época, que, embora nunca tivesse corrido, deixou numerosa descendência famosa pelas suas vitórias.

Inicialmente só se registraram animais que fizessem no prado o percurso de uma milha em 2 minutos e 8 segundos, porém com a redução do peso do veículo, posição do cocheiro, modificações nos arreios e outras ajudas, o tempo máximo desse percurso (1800m) desceu para 2 minutos. Os melhores cavalos o fazem em menos de 1m e 60s. Os veículos hoje utilizados (sulky) tem seu peso, e mais o do condutor, de 68 kg.


Crédito: Osvaldo Furiatto Jr / www.miraeclica.com.br

Amor ao trote
Em Campinas, ao lado do Aeroporto Internacional de Viracopos, caminho da Estrada Velha de Indaiatuba, encontra-se uma arena onde se pratica a corrida de trotadores. Um dos amantes do esporte e incentivador das corridas é Lorival Benedicto Camargo, presidente da Associação de Criadores do Cavalo de Trote e Carreira (ACT), com sede em Campinas. Para ele as corridas continuam a acontecer graças ao amor que os proprietários de animais nutrem pelo esporte.
 
Já o presidente ABCCT (Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Trotador), Mario Henrique Vicensio, 27 anos, vê um crescimento no interesse pelas corridas, por parte não somente de criadores, como também do público. Mario Vicensio acredita que a tendência é que o esporte ganhe mais espaço, na medida em que os campeonatos regulares aconteçam. O presidente da ABCCT falou com a LivrEsportes e adiantou planos "atrevidos" para o futuro.

LivrEsportes: Muitas pessoas tratam o esporte como sulky!

Mario Henrique Vicensio: O sulky é um componente para a prática do esporte e não um esporte. O esporte é conhecido como corrida de cavalos de trote. Os equipamentos necessários nesta modalidade são o sulk, capacete, óculos e farda do stud, registrada com cores padrões definidas para cada proprietário do animal que o jóquei representa na pratica do esporte.

LivrEsportes: Qual o animal ideal para o esporte?
Qualquer animal pode ser atrelado ao sulky, mas não desenvolve o andamento de velocidade. A raça apropriada para esta prática é o cavalo rotador Americano ou Standerdbred é o unico que tem a habilidade de correr trotando ou marchando nesta velocidade.

O equipamento para praticar o esporte é muito caro?
Os equipamentos têm os preços relativos a outros tipos de esportes.

Qual o principal cuidado que deve ter o praticante?

Conduzir o animal dentro de uma margem de segurança e tembém sem abusar dos limites do animal.

O esporte mais difundido aqui no país. O que aconteceu para que ele desaparecesse de algumas cidades, como Campinas, por exemplo?
A Sociedade Paulista de Trote, entidade responsável pela realização de corridas, foi fundada em 13 de dezembro de 1944. Teve sua época de ouro,de 1960 á 1980, com a participação dos seus frequentadores,que eram em sua maioria da elite da sociedade brasileira. A partir de 1980 começaram as especulasses a respeito da possível desapropriação de sua propriedade muito bem localizada, bem próximo da marginal do Tietê, e marco zero da capital de São Paulo. A partir desse momento, houve uma diminuição gradativa dos investimentos realizados para manter a ordem, limpeza e preservação do local, resultando em um verdadeiro abandono. Em meados de 2005 veio a desapropriação. Todos os proprietários e cavalos tiveram que deixar o local, para ser estabelecido o Parque do Trote determinado pela Prefeitura de São Paulo. A partir desta data encerrou-se o esporte profissional no país. Isso provocou um colapso na prática do esporte profissionalizado, em toda a rede relacionada ao cavalo de trote. Criadores, proprietários e pessoas envolvidas direta e indiretamente perderam suas atividades profissionais. Gente que ali trabalhava a mais de 61 anos. Empresas geradoras de empregos, empresas que forneciam alimentos, suplementos etc. acabaram procurando outros rumos para sobreviver.

E a ABCCT?
ABCCT  tinha sua sede nesta propriedade. Tinha responsabilidade de gerir toda parte do Criatório Brasileiro da Raça American Trótter no Brasil. É responsável pelo Stud Book Brasileiro que cuida de toda parte genealógica e registros dos animais  e criadores desta nobre raça. Com o encerramento da atividade turfística nossa entidade sofreu muito, chegando quase a encerrar suas atividades por falta de recurso para se manter. Não haviam mais criadores para registrar seus potros, não havia mais interesse em documentar os animais da raça. A partir de 2008 a ABCCT ressurgiu com a ajuda de alguns abnegados, tomou a frente da situação e começou um novo projeto de reestruturação da raça. Passou-se a incentivar o esporte amador para a formação de futuros profissionais. Em 2008 realizamos um evento de inauguração, em uma nova pista para prática do esporte amador em uma propriedade particular, na qual tivemos a presença de aproximadamente 3,5 mil pessoas e 150 animais competindo em dois dias de evento. Já em 2009, iniciamos a Copa dos Campeões. Nas três primeiras etapas atingimos um público de aproximadamente de 4  mil pessoas e uma média de 120 animais por etapa. A premiação girou em torno de R$ 3 mil.

E os planos?
Já para 2010 a Copa foi planejada em cinco etapas, das quais quatro já foram realizadas, A primeira foi em Americana com mais de 120 animais e um público de 2,5 mil pessoas: A segunda, em Pouso Alegre, foi o primeiro evento realizado no estado de Minas Gerais. Contou com 100 animais e público de aproximadamente 2,5 mil pessoas. A terceira, em Atibaia, teve público entre 2 a 2,5 mil pessoas, semelhante a quarta, em Campinas. Para a última que será realizada em Ribeirão Preto no dia 1º de agosto, esperamos um  público entre 1,5 mil a 2 mil pessoas e 100 animais. Serão pagas premiações de R$ 10 mil. Todo este trabalho desenvolvido pela ABCCT é para incentivar as pessoas a confiarem e prestigiarem a associação. Só assim e voltarão a criar e a praticar este esporte nobre. Estamos com um projeto bastante atrevido, para melhoramento da Raça American Trótter no Brasil. Foi Importado dos Estados Unidos, por um grupo de amigos apaixonados, um garanhão recordista mundial, com um tempo de 1,49,4 em 1609mts. Um percentual das coberturas será designado para premiação em 2013 no Grande Premio Potro do Futuro, dos filhos deste Garanhão que nascerem entre 1º de julho de 2011 à 31 de dezembro 2011. Os interessados em coberturas poderão entrar em contato com Valter Loureiro pelo ID.7*31900 ou pelo celular (011) 96120391 ou Mario Vicenso ID.55*84*13524 ou celular (011) 78338167

Qual a situação de associados da ABCCT hoje?
A ABCCT possuía em torno de 250 associados. Hoje possui em torno de 70 associados ativos e acreditamos que exista em torno de 2 mil proprietários de cavalos desta raça no país.
Compartilhe:
  • Twitter
  • MySpace
  • Facebook
  • Orkut
  • Digg
  • Delicious
  • Buzz Yahoo
  • Technorati
  • Live
  • Google Bookmark

 Todas as reportagens já publicadas.

publicidade

É necessário o flashplayer para visualizar.

Get Adobe Flash player



Opinião do Leitor

Irene dobis - 19/07/2010
Vi a reportagem e fiquei feliz pq a minha familia se dedica em corridas de quarto de milha. Sempre vamos em SãoPaulo e Rio. Tb frenquentamos o hipodromo do Paraná
Ivalino da rosa - 27/07/2010
Fiquei muito feliz em saber que o trote, como uma fênix, renasce com toda a força no nosso país. Esse grande e nobre esporte deveria ter um lugar de destaque e deveria ser muito mais divulgado e valorizado (patrocínios, etc.). Sou gaúcho, e me criei no meio deste esporte aqui no RS pois meu pai foi um dos grandes incentivadores do mesmo, tínhamos, inclusive, cavalos de corrida cuja origem era a descendência de animais oriundos da Vila Guilherme. Hoje aqui no nosso estado, existe uma quantidade enorme de bons animais, oriundos da Argentina. Apesar de eu não estar mais no meio, eu entendo que uma vez charreteiro, (aficionado pelo esporte) SEMPRE CHARRETEIRO. Em minha cidade (Alvorada) existe um trotódromo onde aos domingos o pessoal se reúne e faz carreira. Existem também, outros municípios (Canoas, Gravataí, Novo Hamburgo e zona sul de Porto Alegre) onde se tem noticias que existem trotódromos onde aos domingos fazem carreiras. Em nosso estado, o esporte ainda é muito desorganizado, (não existe um clube ou uma associação que organiza e oficialize o esporte como um todo) pois quem o pratica, são pessoas simples, verdadeiros abnegados que lutam pela sobrevivência do mesmo.Esta minha postagem, tem por objetivo informar aos senhores ai do centro do país, que aqui no RS, também tem praticantes e admiradores deste maravilhoso esporte, apesar do mesmo aqui ser muito elementar e de forma amadora.
tinino balneario - 30/07/2010
Aqui tambem corremos com cavalos argentinos, parabéns.
Gaivota/SC
Sergio Castro - 10/08/2010
Fique muito feliz com a inaguração do Jockey de Ribeirão Preto e com o Evento de Trotter. Mais feliz ainda que posso comprar rações para meus cavalos da MaltaCleyton no Jockey. Muito obrigado e parabéns!!!
Daniel Camargo - 07/09/2010
Parabens aos idealizadores, gostaria de lembrar os leitores e do encontro de cavalos do trote que ocorrerá no dia 12/09/2010 na cidade de Atibaia, de fronte ao antigo Bubucão.
alexandre sp - 05/09/2010
Tomara que prospere essa ideia pois nesse meio de esporte tem gente que não pensa no cavalo, só em dinheiro.
tinino - 13/09/2010
queria entrar em comtato com vocês, meu fone é [editado]. Aqui temos bons cavalos argentinos porém aqui muito conhecidos.
Valeu amigos
FABIO CAMARGO - 25/03/2011
PARABENS AOS IDEALIZADORES, DAS CORRIDAS FEITAS EM FRENTE O BUBUCÃO EM ATIBAIA...
fernando rib preto - 31/03/2011
Parabens para o pessoal de Americana pela festa do comeco da Copa Campeôes. Melhorou muito!
Michely Valaska - 28/04/2011
Com saudosismo que li essa ja que durante muitos anos meu avô e meu pai particparam da associação do Trote na vila Guilherme, ainda criança ia assistir as corridas e ficava observando o pessoal se preparando para os páreos e aquecendo os animais.
Fico feliz em saber que essa cultura~continua.
monica de souza - 29/04/2011
estou entrando agora nesta aventura e paixao e gostaria de saber como adquirir um cavalo argentino.
anderson - 06/07/2011
por favor gostaria de saber a onde e local de corrida em porto alegre - rs....
junior - 31/07/2011
eu tenho o 3 melhor cavalo do mundo espero que consigam algum cavalo pra bate o tempo dele nos 1.600 metros
junior 77 realengo - 10/08/2011
sou amante do cavalo american trotter,esse esporte podiater uma ajuda de custa do governo pra ser mais divulgado como as corridas de puro sangue aqui no rj
eduardo augusto bertoldo - 09/08/2011
cavalo de trote melhor cavalo do mundo pena que no brasil os homens que administrao o trote so pensam em bens materiais e esquecem de quem gosta do cavalo trotador
joao - 24/08/2011
Eu tenho um puro argentino como posso saber se era corredor la argentina nome dele elaine big asombro numero no documento dele 133 estou botando em eguas gravatai rs
- 29/09/2011
Ola a todos apaixonados pelo cavalo de trote, nasci na V. Guilherme junta á SPT fui criado dentro do trote matando pombo e andando pelas taboas. Fico feliz em comunicar a todos que a SPT adiquiriu em agosto uma nova sede em Piracaia e logo mto logo teremos novamente funcionando o unico e oficial hipodromo de corrida de trote do Brasil. Um abraço a todos e ate mais na nova sede.
THALITA DE ALMEIDA BASTOS - 31/10/2011
Tambem sou fã do cavalo trotador fico feliz por saber que esse esporte vem se destacando no brasil tenho um cavalo trotador chamado jabali.
Eduardo (filho so alemão bucheiro) da Vl. Clementino - 03/11/2011
Adorava o trote da Vl. Guilherme, lá conheci muitas pessoas que se dedicavam ao esporte. Fiquei muito triste qdo acabou e gostaria de saber por onde andam todos, como, Dr. Rami, Chico, Luizão, etc... todos grandes amigos e criadores de cavalos trotadores....
ainda tenho um animal nascido de uma egua comprada do Luizão. (Nover)
Nestor Bueno. - 05/11/2011
Sou do RS, cidade de Canoas, atualmente moro em Manaus Am e como os meus queridos tios, primos e amigos do RS sou apaixonado por cavalos american trotter e como não poderia ficar sem o prazer de criar, andar/correr em uma charrete/sulk, atualmente crio dois american trotter em Manaus, (Rubi) e (Grécia), comprei do Haras Mariju em SP, sou o único que tem em Manaus, mais aos poucos estou divulgando, pretendo montar uma pista, nem que seja para competir comigo mesmo!!!
Sds.
Nestor Bueno.
thales.Qm rj - 11/11/2011
tbn sou apaixonado pelas corridas de american troter pena nao ser tao divulgado adoro participar das corridas na pista de santa cruz no rjver os animais de velocidade mesmo como lorde manchu primicia q e da minha area pow e munta emoçao valeu tomara q isso se espalhe...
fernando gomes - 13/11/2011
gosta ria de sabe como escleve meu cavalo no grande premio .
fernando gomes - 15/11/2011
parabens pelo seus trabalho vamos divuga mais este esporte
Joycelane Grespan - 19/11/2011
Olá, sou estudante de veterinária e meu padrasto José Odair bintecurt é jóquei de cavalo american trother, gostariamos de ver as fotos da nova pista de corrida em piracaia e saber a localozação correta...abraços obrigado desde já.
Ramon - 13/12/2011
também fico muito feliz por vocês darem continuidade a esse esporte, eu gosto muito, também corremos muito aqui na minha cidade, só falta uma boa pista!!!
Araranguá/SC.
joaquim de pinho neto - 23/01/2012
gostaria que as corridas fossem realizadas em varias cidades formando um circuito,inclusive aqui onde resido na baixada santista,temos varios cavalos por aquih e está faltando incentivo ateh agora só tem muita especulação,obrigado pelo espaço e boa sorte a todos por aih!!!!
ricardo de a. santos - 29/01/2012
gostaria que fossem mais divulgada.com mais incentivos de todos criadores da raça American trote do rio de janeiro?
francisco de castro macedo - 08/02/2012
Estou acompanhando o progresso da raça american trotter e desejo muito que ela tambem se propague no nosso nordeste, por isso encontro-me interessado em saber o preço e a disponibilidade de adquirir um portro entre 02 dois anos e dois anos e meio, portanto ainda shucro, manso apenas de cabresto, já que na minha região, que fica no sul do Piaui, temos uma disputa por demais acirrada do cavalo de marcha tipo esquipa, que com certeza pelo que ví, o desta raça irá adequar-se perfeitamente e por isso desejo testa-lo e, consequentemente divulga-lo tanto para a sua aptidão natural já praticada como para esta nova modadidade. Caso haja possibilidade da comercialização na forma já explicitada, aguardo resposta, informando inclusive o meu teleforne celular da operadora Tim, que é (86)99812-6670.
elias da fazendinha - 25/03/2012
melhores cavalostrotadores esta em osasco
Roberto Embu das artes - 02/04/2012
Já vi muitas corridas de trotadores e fiquei emocionado por 2 trotadores Por aptidao Rebenque e Huiltrin espero que com os trotadores Americanos teremos mais trotadores
luiz carlos de souza - 07/04/2012
Moro no Rio gostaria de saber quais sao as raças de trotadores nato,
claudio roberto teixeira - 07/04/2012
acho muinto interessante o cavalo trotador fico torsendo para que este esporte volte a ter o seu lugar de destaque que meresse
iraci da silva - 09/04/2012
meu pai gosta muito e desejo que ver esse esporte na teve internet.
youssef mourad - 12/04/2012
frequentei a vila desde cruança na epoca do americao,ameriquinho, perninha mqais recente meu grande amigo sr. alfredo basilio logo nos iremos se encontrar na nova sede ate tambem tenho em minha casa em itupeva no sitio 20 cabeças sou (mario turco como sou conhecido)
Claudio Atibaia - 18/04/2012
Gosto bastante de trotador tive o prazer de ver o cavalo Huitrin trotando em uma corrida em Atibaia fiquei imprecionado com a velocidade trotando neste dia ganhou de um cavalo marchador
José Pimentel - 24/04/2012
O Trote esta de volta dia 29/04 sera apresentado para os sócio e convidados a nova sede SPT em Piracaia interior Paulista, nasci e fui criado na Vila Maria assisti a ascenção e queda de Sociedade estava lá em 2005 quando os caminhões fretados pela prefeitura chegaram para levar os cavalos incluindo o meu de sela, foi muito triste! Mas agora estão de volta parabens Alfredinho e diretores que deixaram interesses financeiros de lado, para se dedicarem a paixaõ ao esporte e ao cavalo trotador.
mauricio vitale - 10/05/2012
vi algumas corridas mue vo foi diretor do trote . sr alberto vitale tenho muitas fotos e trofeus dele.muitas saudades daqueles tempos.
Ederson Cunha - 15/02/2013
O melhor cavalo que vi corre foi o Dardano 2 na raia. Nós temos um potro dele, de 1ano e 4 meses.
Valeria Torres - 26/02/2013
Fico muito feliz por ver tantos admiradores desse esporte, conheci através de um amigo que fabrica o Sulky o nome dele é José Oscar, se alguem quiser conhecer o trabalho dele entre em contato 19-82158099
youssef mourad - 13/06/2013
Gostaria que tivesse mais corridas, por exemplo, no mínimo duas vezes na semana no Hipódromo de Piracaia.

Um abraço Alfredinho, pense com carinho.

 

publicidade

Deixe sua opinião, preencha os campos abaixo:

Nome:

E-mail: (não será divulgado)

Sua opinião:

Digite as letras da imagem na caixa abaixo:





LivrEsportes - Revista Digital de Esportes - Todos os direitos reservados 2009-2010 - Desenvolvido por AP1! Comunicação - Marketing Digital